Para atualizações gratis via email: DIGITE SEU EMAIL:

domingo, 3 de junho de 2012

50 ex-astronautas e cientistas condenam facciocismo da NASA pelo aquecimento global

Buzz Aldrin, esquerda, e Walt Cunningham,  astronautas das missões Apollo 11 e 7, em Cape Canaveral,  Florida, desaprovam facciocismo alarmista na NASA
Buzz Aldrin, esquerda, e Walt Cunningham,
astronautas das missões Apollo 11 e 7, em Cape Canaveral,
Florida, desaprovam facciocismo alarmista na NASA
Cerca de 50 de ex-astronautas e cientistas da NASA – inclusive um dos ex-chefes do famosíssimo Johnson Space Center – denunciaram que o organismo optou pelo lado errado da ciência mudando o rumo e talvez arruinando a reputação da maior agência espacial do mundo, informou o diário “The Washington Examiner”  .

A atual direção da NASA assumiu a militância em favor das não demonstradas “mudanças climáticas”.

Em carta pública a Charles Bolden, administrador do órgão, os ex-astronautas e dezenas de antigos executivos da NASA pediram à agência para que “se refreie na hora de publicar na mídia observações não demonstradas” em apoio do “aquecimento global”.



“Achamos inapropriado que a NASA assuma a advocacia de uma posição extremada previamente a um consciencioso estudo do impacto generalizado do clima natural” – escreveram. “O risco é danificar a reputação exemplar da NASA, o prestígio de seus atuais cientistas e empregados e até a reputação da própria ciência”.

A carta foi assinada por sete astronautas de missões Apollo, diversos cientistas e um diretor do programa das Shuttle.

No documento, o grupo diz que os dados colhidos, relativos a milhares de anos, contestam as reivindicações modernas de que o CO2 provoca a mudança do clima.

Para 50 astronautas e cientistas como B. Aldrin e W. Cunningham,  vai contra a ciência falar pelo aquecimento global
Para 50 astronautas e cientistas como B. Aldrin e W. Cunningham,
vai contra a ciência falar pelo aquecimento global
“Posto que há centenas de famosos climatólogos e dezenas de milhares de outros cientistas que declaram não acreditar nas previsões catastrofistas provenientes especialmente do Goddard Institute for Space Studies da NASA, fica claro que não se tem chegado a um conhecimento certo”, acrescentam.

O site da NASA está cheio de artigos sobre o impacto das mudanças climáticas na Terra, nos animais e nos ecossistemas. E a maioria dos funcionários acompanha a posição oficial do órgão.

A polêmica desbragada contra o CO2 como sendo a maior causa das mudanças climáticas contraria a história da NASA, baseada sempre em estudar objetivamente todos os dados científicos disponíveis antes de tomar decisões ou fazer declarações públicas”, dizem ainda os cientistas.

Leighton Steward, porta-voz do grupo, apresentou o documento dizendo: “Estes heróis americanos, astronautas que conquistaram o espaço, cientistas e engenheiros que os puseram lá, têm o direito de criticar a apologia por parte da NASA de uma posição extremada e sem fundamento”.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.